Ô PACATO CIDADÃO

Eu sou a Nicole e decidi sair do piloto automático.

Desejo registrar aqui, de forma curta e clara, as mudanças que estão acontecendo na minha casa, após entrar em contato com pessoas incríveis que, inconformadas, decidiram questionar, pesquisar e mudar.

Basicamente, as primeiras perguntas são:

O QUE entra na minha casa? Quem fez? Quem produziu? Por quais mãos passou? Foi feito com amor ou com dor? Para o bem ou para o mal?

POR QUE entrará na minha casa? Qual objetivo? Nós realmente precisamos? Por quanto tempo será útil?

O QUE sai de dentro da minha casa? Por que sai? Para onde vai? Como vai?

Afinal, jogar fora o meu lixo, não o fará desaparecer. Ele continuará em algum lugar deste mundo…

Como disse o Skank:

“…Ô pacato cidadão, te chamei a atenção não foi à toa, não
C’est fini la utopia, mas a guerra todo dia dia a dia não
E tracei a vida inteira planos tão incríveis tramo à luz do sol
Apoiado em poesia e em tecnologia agora à luz do sol
Pra que tanta sujeira nas ruas e nos rios
Qualquer coisa que se suje tem que limpar…”

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.