PLÁSTICO: Nossos 5 Maiores Desafios

PLÁSTICO: Nossos 5 Maiores Desafios

Julho está chegando ao fim e por aqui o mês foi incrível. Foram muitas as trocas entre amigos, família e seguidores. Quem se permitiu vivê-lo creio que, como como eu, pode aprender bastante, nas inúmeras buscas por soluções para os desafios cotidianos na cansativa corrida contra o plástico.

Nos tornamos dependentes químicos. Dependentes deste polímero que veio sim para facilitar a vida, para auxiliar em áreas importantíssimas como a da saúde, minimizando riscos de vida e, a ideia não é citar todos os incríveis avanços trazidos por ele mas,  constatar que infelizmente, neste processo “evolutivo”, não vejo muita responsabilidade da indústria, nem dos consumidores (e aqui me sinto totalmente incluída) quanto ao manejo deste “bendito vilão”… Ah que contradição!

Bom, enquanto prosseguimos nesta jornada que parece sem fim, compartilho aqui o que para nossa casa continua sendo um desafio, neste Julho Sem Plástico de 2019. São 5 itens que ainda não conseguimos superar, resistir ou abolir da nossa rotina.

1. MACARRÃO e OUTROS CEREAIS

Sei que isso é BEM particular, pois em alguns países e outras cidades do Brasil já existem opções à granel. Mas por aqui comprar alguns cereais específicos sem embalagem ainda é impossível! Macarrão seria o principal deles, porque nós amamos, e eu ainda não me animei para fazer do caseiro… Especialmente os Sem Glúten, praticamente impossível encontrar… Alguns tipos de arroz também não são encontrados nas lojas à granel, como o branco, arbóreo, japonês. Os nachos mexicanos também são um desafio. Já tentei comprar direto no restaurante mexicano, mas eles não curtem muito vender…

Sei que são coisas pontuais, e que podemos viver “sem”, mas não queremos viver sem… Apesar de muitas vezes resistirmos, nem sempre isso é possível.

2. RÓTULOS

Ahhhh… esses são terríveis! Não sei por que um produtor de cerveja, por exemplo, precisa usar um rótulo que vai durar 200 anos numa garrafa que vai ficar no máximo 10 minutos nas mãos do consumidor final! Não entendo essa lógica.

Aqui incluo molhos prontos, outras bebidas, leites, produtos em conserva… Aff! Não é fácil!

3. CAFÉ

Não sou muito fã de café, mas o Paulo é, de forma que não pode faltar aqui em casa! Nunca encontrei café à granel, inclusive sei que tem uma questão de oxidação importante no manuseio deste grão… Creio que seja esta uma das barreiras para que seja comercializado em potes maiores que são abertos inúmeros vezes… Ainda não encontramos uma solução para este desafio.

4. FIO DENTAL

Infelizmente ainda não chegou ao Brasil o fio dental compostável. Sei que já existe lá fora, mas por aqui o plástico reina! Desde a embalagem, até o próprio frio dental que é feito de plástico e indispensável. Já tentei usar linha, mas ainda não encontrei uma que não arrebenta… seguimos comprando… ☹

5. PACOTE DO PAPEL HIGIÊNICO

Bom, como já escrevi anteriormente, a gente usa papel higiênico. Ainda não evoluímos ao ponto de recusá-lo e usarmos apenas a ducha e os paninhos… Então o que a gente faz é comprar o maior pacote possível que depois é reutilizado para encaminhar os resíduos recicláveis.

Aí estão! Devo estar esquecendo de algum plastiquinho do mal que acaba entrando uma vez ou outra por aqui, mas estes são sem dúvida os principais. E aí na sua casa? Quais são os maiores desafios quando o tema é o plástico?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.