5 Dicas sobre Locomoção Sustentável

5 Dicas sobre Locomoção Sustentável

Permanecemos focados na meta de mudar o dia de Sobrecarga da Terra, como você pode conferir melhor AQUI. Dentro do tema, precisamos olhar com bastante atenção para os gases de efeito estufa, grandes vilões do aquecimento global.

Esta semana o tema tratado nas nossas redes sociais é “Locomova-se com Mais Consciência”. Apenas pra termos uma ideia de como esta questão é importante, em 2017, um estudo inédito foi lançado pelo Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) revelando que os automóveis são responsáveis por 72,6% das emissões desses gases na cidade de São Paulo.

O Brasil está entre os países que mais emitem gases de efeito estufa do planeta, dado que não pode apenas nos assustar, mas precisa nos impulsionar a mudar esta realidade. Como? Seguem 5 dicas:

  1. VÁ A PÉ

Sempre que possível prefira ir andando. Acho que não precisa explicar muito. As vezes usar o carro virou mania, ao ponto de desconsideramos a possibilidade de usar o meio de transporte mais fácil para a maioria das pessoas: as pernas!

02. VÁ DE BIKE

Este é um sonho antigo. Cheguei a comprar bike, com cadeirinha pra Nina, na esperança de levá-los pra escola de bicicleta. Ainda não conseguimos. Nosso bairro não tem infra-estrutura pra uma mãe andar com uma criança na bike e cuidar de outra andando sozinha da sua… Enquanto fica de olho nos carros passando e nos pedestres caminhando na mesma calçada. Aff! Impossível! Tentei uma vez e quase morri do coração.

Mas não podemos desistir. Precisamos pressionar o poder público e exigir que ciclovias sejam realidade nas cidades, privilegiando essa galera que vai de bicicleta contribuindo tanto com nosso planeta, sem falar nos benefícios para a mobilidade pública em geral!

Se locomover-se de bicicleta for uma opção pra você, demorou! Vá de bike sempre que possível!

03. VÁ DE TRANSPORTE PÚBLICO

Diferente do que muitos pensavam, o estudo do IEMA comentado acima, revelou, entre outras coisas, que a frota de ônibus da capital paulista não é a principal responsável pela poluição na cidade. Ao analisar diferentes tipos de poluentes atmosféricos, ficou claro o maior impacto de automóveis e motos (dois transportes individuais) em relação aos ônibus, quando comparados os índices de emissões por passageiro transportado. Leia mais AQUI.

Eu sei que agora existe uma comodidade incrível que são os “Fast Food da Locomoção”, os aplicativos de carros. Realmente uma tentação. Mas está na hora de repensarmos até isso e o tanto que fazemos o uso indiscriminado destes. Não é mesmo?

04. CARONA: PEGUE E OFEREÇA

Falando em aplicativo, tem aplicativo pra carona, você sabia? Sim. Dá uma pesquisada aí. O mundo está se reinventando. O estilo de vida individualista não combina mais com a nossa realidade, então bora lá dar muita carona e pegar outras tantas. Ok?

Uma dica, por exemplo, é combinar com os pais da escola das crianças um rodízio, cada dia um enche o carro e leva as crianças.

Seguindo na mesma lógica, você pode criar um grupo de WhatsApp para organizar as caronas. Lembra da Greve dos Caminhoneiros? Então, é como diz o antigo ditado (com o perdão da palavra): “Quando a água bate na bunda a gente aprende a nadar.”

Naqueles dias difíceis de greve as pessoas se reorganizaram para chegarem de alguma forma até os seus destinos. Muitos grupo de “ZapZap” surgiram com objetivo de solucionar um problema real e comum.

Me recordo de um amigo contando que cada dia da semana um colega de trabalho ia com o seu carro e dava carona para os outro, no dia seguinte era a vez do próximo… Não sei se o rodízio continua, mas deveria!

05. PLANEJAMENTO

Quando usar o carro é a melhor ou a única solução encontrada então as rotas e agendas precisam ser planejadas em conjunto, para o bem de todos. Sair todo mundo no mesmo horário é uma boa. Organizar os compromissos mais distantes no mesmo dia, para que o carro não precise sair todos os dias da garagem… E aí vai depender muito da realidade de cada família, de cada pessoa.

Gostou? São dicas simples que poderão ser adaptadas à sua rotina. A ideia é trazer o assunto pra pauta, que como tantos outros, muitas vezes, funcionam no piloto automático.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.